Escola Municipal Cel. Acácio Piedade

Escola Municipal Cel. Acácio Piedade

Departamento de Patrimônio Histórico

No ano de 1910 aparecem nos jornais as primeiras noticias sobre a construção do novo prédio para o Grupo Escolar de Faxina. Em 15/05/1910 a câmara municipal promoveu a desapropriação de um quarteirão na antiga Rua das Tropas, pertencente à Senhora Paula Figueira dos Santos, viúva do Capitão Luís Catarina dos Santos, para ali ser construído o novo prédio do Grupo Escolar. O contrato com os construtores foi assinado em dezembro do mesmo ano, sendo exposta a planta do prédio na vitrine do comerciante Luis Merege, planta essa feita pelo Engenheiro Porciúncula. Em janeiro de 1911, deu-se inicio as obras, e, nas notas do tabelião Vitorino Carmilo, em São Paulo foi lavrada a escritura pela qual a cidade doava o terreno ao governo. A escritura foi assinada pelo Coronel Acácio Piedade e Dr.Artur Varela, procurador do Estado. A construção esteve sob a direção do construtor Cezar Belézia e João Cavani. Em março de 1912 o prédio já estava recebendo o madeiramento do teto, e em junho deste mesmo ano, estava quase concluída a construção faltando apenas os muros que cercam suas dependências. Em 4 de maio de 1913 o belo prédio já tinha sido entregue à Câmara Municipal e, em 15 de dezembro deste mesmo ano à cidade inteira participou das festividades de inauguração do prédio escolar, contando com a ilustre presença do deputado estadual Cel.Acácio Piedade, que entregou a chave do prédio ao corpo docente do estabelecimento. Em 14 de novembro de 1917 o governo do estado de São Paulo, através de decreto, passou a chamar o Grupo Escolar de Faxina de Grupo Escolar Cel. Acácio Piedade, homenageando o grande político que foi representante de Itapeva e região o Grupo Escolar de Faxina. Através de notificação de acordo com o que dispõe o art 142 do decreto 13.426 de 16/03/1979, o CONDEPHAAT-Conselho de Defesa Do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado em sua seção ordinária de 29/07/2002, ata Nº1253, deliberou aprovar o parecer do conselheiro Relator favorável ao tombamento de 123 escolas de todo o Estado de S.P, entre elas o EMEF Cel.Acácio Piedade assegurando segundo o artigo 146 do mesmo decreto a preservação do bem até a decisão final da autoridade competente, ficando, portanto, proibida qualquer intervenção que possa vir a descaracterizar a referida área, sem prévia autorização do CONDEPHAAT.

 

Home Page

IHGGI - Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Itapeva